quinta-feira, 25 de fevereiro de 2010

Clientes não são clientes, são parceiros!

Por Denis Ferrari 



O objetivo desse texto é direcionar uma linha de pensamento que acredito ser ideal em contratações de serviço de TI, onde o mais importante é ajudar o cliente e não fazer o que você foi contratado para fazer.
Quantas vezes nos deparamos com a situação onde o cliente solicita que façamos algo que não é a melhor solução (ou solução mais viável) e temos que convencer o mesmo que aquele não é o melhor caminho? Aí eu pergunto, sabemos realmente qual é o melhor caminho?
Dificilmente o cliente irá discutir fatores técnicos com a gente, mas quando se trata de negócio saber ouvir os argumentos do cliente é a melhor saída.
Trabalhei algum tempo em empresas onde vi pessoas criticando pedidos dos clientes e reclamando muito, aí eu penso, se você não conseguiu convencer que a sua idéia era melhor, talvez precise melhorar seu poder de persuasão ou sua idéia não é tão boa assim. Independente do problema, aceitar uma solução sabendo que ela é errada é antiético.
Parceria não é concordar sempre, ser parceiro do seu cliente implica em sempre mostrar o melhor caminho com argumentos válidos se preocupando mais com o impacto da idéia no negócio dele do que no seu. Não é dar uma idéia pensando em vender um serviço, é dar uma idéia pensando em ajudar no serviço do cliente.
Parceria não é fazer o que o cliente quer, é fazer o que ele realmente precisa, mesmo que isso seja sinônimo de recusar projetos.
Parceria com o cliente não é só compartilhar os momentos de sucesso, é ajudar a apagar incêndios deixando a cobrança de horas extras e renegociações de contratos para o momento certo.
Não é só chamar o cliente de parceiro, é realmente acreditar na parceria e pensar que o crescimento do seu cliente é o seu crescimento também.
Clientes não são só portfólio, são empresas em que você fez a diferença e quando elas forem pensar na história da empresa perceberão que existe uma linha que divide antes e depois da sua prestação de serviços.
Algumas pessoas podem achar esse texto apaixonado e que essa minha visão não é comercial, porém comigo sempre funcionou e eu nunca saí para vender um projeto. Indicações são a melhor forma de venda.
Abraços!
Para complementar esse texto veja também:

Não peça feedback, obtenha-o

Por Paulo César M. Jeveaux - iMasters



Todo grande líder sabe que o feedback sincero daqueles que estão à sua volta é uma das principais ferramentas para melhoria e evolução de seu trabalho e de seu papel como líder. Receber e saber processar as críticas é fundamental para aprender e melhorar como líder, quando o feedback é um elogio é ainda melhor, nada mais gostoso do que ter a certeza de que você está no caminho certo.

Mas há um grande dilema: Como consigo o feedback sincero dos membros do meu time?

A resposta parece simples, afinal, basta perguntar. Sim, é mais ou menos por aí, mas deve-se tomar muito cuidado com o tipo de pergunta a se fazer.

A primeira regra que deve-se ter consciência é que nunca será possível conseguir feedback sincero com perguntas idiotas. Uma pergunta idiota geralmente é uma pergunta da qual você não quer ouvir a resposta, ou uma pergunta que você espera ouvir aquilo que você quer ou, até mesmo, uma pergunta cuja resposta é óbvia.


Pergunta idiota: No meio de um jogo de futebol, pergunta-se para o árbitro: Você está ocupado?

Qualquer ser vivo pensante saberá a resposta do árbitro. Se a pergunta é idiota, a resposta é tola.

Isso não significa que a pessoa não queira te dar feedback, mas que há outras maneiras mais eficazes de se conseguir feedback. Não peça. Não faça uma solicitação em forma de pergunta direta.

Lembre-se sempre destas palavras, pois elas serão a chave para o seu sucesso como líder de qualquer time em qualquer área ou empresa, especialmente para se obter feedback sincero e colaboração das pessoas. Estas são as palavras mais poderosas que existem para obter cooperação: "Eu preciso de". Essas simples palavras são capazes de mágicas e feitos surpreendentes.

Pedir feedback não significa que você irá consegui-lo, especialmente se o pedido começar com "eu quero". Quando você diz a alguém de seu time que você "quer" algo, a primeira coisa que essa pessoa pensa é: "ah, claro, todos queremos algo que não podemos ter". Mas se você começa com "Eu preciso de", significa que você pensou sobre o que é necessário para alcançar o que você está pedindo e, para tal, precisa da ajuda desta pessoa. É incrível como as pessoas adoram sentir-se necessárias, saber que podem ajudar com algo, isso faz toda a diferença entre escutar uma resposta tola e conseguir um feedback sincero.


Aprendendo a obter feedback: Preciso de feedback específico sobre meu plano para que a próxima iteração dê certo.

Simples e indolor, certamente você terá muito a ouvir e aprender.

Um líder é qualquer pessoa que possa lhe dar apoio e orientação necessárias para alcançar seu objetivo. Às vezes o seu maior desafio como líder é saber onde e quando cada pessoa do seu time executará este papel, e cabe a você conseguir obter o feedback necessário destas pessoas.

Resolução de conflitos


by Tatiana Kielberman
Com o aumento de ocorrências de assédio moral, as empresas precisam implementar ações para solucionar os conflitos no ambiente corporativo, melhorando os relacionamentos internos e o clima organizacional, além de aprimorar, por conseqüência, a produtividade e lucratividade.
Hoje em dia, sabe-se que há várias ações com o objetivo de otimizar as relações de trabalho, tais como diálogos, terapias e dinâmicas de grupo, visando melhorar os processos nas organizações por meio do estabelecimento de regras simples: ouvir, não julgar, prezar a ética e o respeito, entre outras.
Porém, além dessas alternativas, há algumas maneiras de se refletir para atuar positivamente diante dos conflitos no seu espaço de trabalho. Confira as dicas!
- Sempre desconfie da primeira impressão que algo ou alguém passa a você. Tenha flexibilidade e pense duas vezes antes de formar uma opinião.
- Entre dois indivíduos, há no mínimo três certezas: a sua, a da outra pessoa e a verdade. Fique atento!
- Reconheça se estiver errado. É difícil, mas possível.
- Controle seus impulsos e utilize os suportes disponíveis.
- Ouça antes de falar.
- Busque e encontre pontos em comum com o outro.
- Agradeça o interesse e apoio de seus colegas de trabalho.
- Pense duas vezes antes de agir.
- Busque a união colaborativa entre os envolvidos na tarefa. Todos só têm a ganhar com isso!
Com essas atitudes, ficará mais fácil promover a harmonia e a resolução de conflitos no ambiente corporativo. 


Invista nisso e boa sorte! 

Golpe

Saia do SPC e SERASA sem pagar as dívidas



Se você procurar em sites de pesquisa como Google ou Yahoo por palavras como SPC e SERASA, ou em sites de ofertas como o Mercado Livre, vai encontrar “anúncios milagrosos” dizendo que têm a fórmula mágica para tirar seu nome do SPC e SERASA em poucos dias, e melhor: “sem precisar pagar seus débitos” e “legalmente” .



Cuidado: É tudo mentira! Essas pessoas que anunciam esses “milagres” não passam de aproveitadores querendo tirar o seu dinheiro.


Se fosse tão fácil certamente seria o melhor negócio do Brasil, todas as pessoas já estariam com o nome limpo, os bancos estariam desesperados e SPC e SERASA, que são empresas privadas e que obtém lucros dos seus cadastros e das consultas, não teriam faturamento de bilhões de reais ao ano.

Nós, do site www.endividado.com.br, compramos alguns desses “manuais milagrosos” e recebemos alguns de visitantes do site que caíram no golpe.

Impressionante: são todos iguais!

No total o “manual do milagre de tirar o nome do SPC e SERASA em poucos dias e sem pagar as dívidas” tem cerca de 20 páginas e ensina “dicas e macetes” errados e/ou criminosos, pois incentivam a entrar com processos inventando mentiras, além de forjar e alterar documentos públicos para fins de tirar seu nome do SPC e SERASA.

Fórmulas “mágicas” que não ajudarão em nada o devedor, ao contrário, podem prejudicar, e muito!

Estes “manuais” afirmam que você pode entrar com uma “OBRIGAÇÃO DE FAZER” nas Pequenas Causas, contra o seu credor simplesmente alegando que “desconhece a dívida” e que “ficou surpreso com a cobrança” que assim o juiz irá lhe dar uma liminar para que seu nome saia do SPC e SERASA e orienta que você não compareça a audiência.

Porém, a orientação e a explicação dada é errada e o resultado não será aquele que anuncia!

Na prática, muitos juizes não dão liminares para retirar o nome do SPC e SERASA apenas com a alegação de que o devedor “desconhece a dívida”. Eles aguardam a audiência de conciliação, em média de 10 a 30 dias após o ajuizamento da ação, para verificar a documentação que o credor possui em relação à dívida.

Mesmo assim, se o juiz der a liminar para retirar o nome do devedor do SPC e SERASA isto será temporariamente, ou seja, até a data da audiência (normalmente entre 10 a 30 dias) pois, na própria audiência, o credor (loja, banco, cartão etc) trará documentos que provam a existência da dívida (contrato assinado pelo devedor, cheque, faturas etc) e o seu nome vai voltar a ser inscrito no SPC e SERASA, além do que, poderá ser condenado ao pagamento das custas processuais.

Outro “ensinamento” é para criar ou alterar documentos públicos (certidões, ofícios judiciais, etc) usando programas de computador para edição de imagens, alterando dados, datas, etc, o que é crime!

Nestes casos, o crime é facilmente descoberto e além do devedor voltar a ter seu nome incluído no SPC e SERASA vai responder a processo criminal por fraude.

Esses estelionatários normalmente têm sites “bonitos” com imagens de pessoas felizes e trazem mensagens confortantes, fazendo você acreditar que o produto vendido é um verdadeiro “milagre”, um lançamento nunca antes visto e que pode, realmente, tirar seu nome do SPC e SERASA em poucos dias e o melhor, “sem pagar as dívidas”.

Eles usam sites com domínios de fora do país (.com, .net, etc) para dificultar que as autoridades possam identifica-los e tirar o site do ar.

Um desses estelionatários estava vendendo o seu “manual” por R$ 9,90. Porém, viu o retorno que teve e agora está vendendo a R$ 49,90, o mesmo manual, sem mudar uma letra!

Eles se aproveitam da ingenuidade e desespero de muitas pessoas que têm seus nomes registrados no SPC e SERASA, e que vêem no anúncio uma “salvação”, para vender sua “fórmula mágica” e faturar alto à custa de pessoas desavisadas.

Portanto, muito cuidado! Assim como não existe dinheiro fácil, não existe nenhuma “fórmula mágica” para tirar seu nome do SPC e SERASA em poucos dias e sem pagar as dívidas!

O que existe são espertalhões querendo ganhar o seu dinheiro facilmente, “ensinando” formas erradas e criminosas de agir e que, além de não resolver o seu problema, irão lhe causar maiores.

Fonte: site www.endividado.com.br

terça-feira, 23 de fevereiro de 2010

A difícil arte de ser você mesmo


“A cada bela impressão que causamos, conquistamos um inimigo. Para ser popular é indispensável ser medíocre”.
Oscar Wilde

Você já se perguntou por que é tão difícil ser você mesmo? 

Na realidade buscamos seres humanos iguais ou semelhantes a nós, pessoas com as mesmas opiniões, sentimentos, valores e crenças, por isso a diferença nos outros nos incomoda tanto, eles traem nossos princípios, logo julgamos que devem estar errados e lhes falta experiência ou conhecimento para evoluir até o nosso estado de grandeza.

Poucas pessoas possuem a coragem de realmente ser elas mesmas, a pressão contrária é muito grande e assim a maioria tenta se adequar ao comportamento social vigente e assim aos poucos se transforma naquilo que não é, afundando-se em falsas palavras, atitudes e sentimentos, causando aos outros uma sensação de sempre estarmos senhores da situação. Pura ilusão.

A cada dia distanciamo-nos um pouco mais de nós mesmos, e como numa neblina, um vazio frio e úmido passa a nos envolver. Nossos dias começam a se tornar tristes, nossas amizades vazias, pois nos enterramos em conceitos que não são nossos para parecer agradáveis aos outros, esquecendo de nossa verdadeira essência.
Numa de minhas viagens encontrei com um morador de rua que sempre estava no mesmo lugar, não pedia nada, apenas olhava para o horizonte, um dia parei, lhe dei um sanduíche e sentei para conversar. Ele me contou sua historia, família, trabalho, amigos, ouvi com atenção e finalmente lhe perguntei o que havia lhe acontecido para ele decidir viver assim, nunca esqueci a sua resposta: 

“Eu me perdi de mim mesmo”.
Quantas pessoas estão hoje perdidas de si mesmas, vivendo valores, crenças, sentimentos e metas coletivas que não são suas, tentando alcançar um modelo de ser humano que a maioria das pessoas prega, mas não pratica.
Quantas pessoas magoam-se a si mesmos pelo temor gerado diariamente pela sociedade de que alguém possa rir de você, o medo de perder algo ou alguém, que percam o respeito por você, medo da rejeição ou mesmo para não magoar os outros. 
Você já parou para pensar o quanto estes medos e ferramentas de manipulação limitam os seus talentos.

Segundo Ralph Waldo Emerson você deve insistir em si mesmo; nunca imite. Seu próprio talento você pode apresentar a cada momento com a força acumulada pelo cultivo de uma vida inteira; mas do talento adotado de outra pessoa você tem apenas uma extemporânea posse parcial. Faça o que foi designado para você, e nenhuma esperança ou ousadia poderão ser demais. 

Lembre-se, ninguém é perfeito, você possui qualidades e defeitos como todos os demais seres humanos e por isso devemos aprender a conviver com eles e aceita-los. A beleza e a diferenciação humana estão justamente nestas imperfeições, “até cortar os próprios defeitos pode ser perigoso. Nunca se sabe qual é o defeito que sustenta nosso edifício inteiro" diria Clarice Lispector. 

Também esqueça a diplomacia, ser diplomático significa ser outra pessoa. Quer melhor sinônimo para hipocrisia do que, diplomacia? Seja simplesmente você mesmo! Não minta para si mesmo. Você não merece!
Não precisa temer uma punição. Porque temos que ser assombrados pelo medo do julgamento alheio?

Ser você mesmo é uma tarefa difícil e exaustiva. É uma tarefa diária, pois a todos os momentos sofremos influências profundas para, de alguma forma, reconstruir nossa personalidade seja da família, da escola, da Igreja, da empresa, do clube, dos amigos e dos inimigos.

Mesmo com este processo de reconstrução constante não somos aceitos pelo que somos. Somos aceitos pelo que os outros querem que sejamos. E então, mudamos. Vivemos mudando. Mudamos nosso jeito de falar, de se vestir, de ver o mundo, nossos gostos musicais, nosso modo de se divertir e de repente você acorda numa manhã qualquer e não se reconhece mais. È neste momento que você descobre que se perdeu de si mesmo.
Tenho consciência de que mudar é a nossa única certeza na vida, é inevitável desde que isso seja feita para o seu próprio desenvolvimento pessoal, não para agradar os outros ou construir personagens politicamente corretos.


Como diria Pablo Picasso “qualquer outro terá todos os meus defeitos, mas nenhuma das minhas virtudes.”

Assuma o seu “EU” verdadeiro, pare de representar papeis socialmente corretos, crie o seu próprio espaço, solte as rédeas do seu verdadeiro talento. Acredite em si mesmo, aceite seus defeitos e qualidades e siga em frente.


Sucesso
Roberto Recinella

Como cancelar o cartão de crédito mesmo com dívidas?





Nestas situações, o consumidor deve enviar uma correspondência com aviso de recebimento (AR) para o banco emissor ou a administradora demonstrando que não tem mais interesse na manutenção do contrato, exigindo o imediato cancelamento do cartão e pedindo para que esta empresa se manifeste em um prazo de 10 dias, após a devolução do comprovante da entrega da carta, para confirmar o pedido.
 

Esta medida é muito eficaz para evitar que a dívida aumente sem parar em razão do aumento progressivo do saldo devedor do cartão já que, após o cancelamento, não podem mais incidir os juros do contrato. 

Se não houver resposta no prazo, o consumidor pode ingressar com ação judicial visando a extinção do contrato e usando o comprovante de recebimento da carta como prova da negativa do banco emissor ou da administradora em cancelar o cartão. O fundamento jurídico do pedido está no artigo 6°, inciso V, do Código de Defesa do Consumidor e nos artigos 473 ou 478 a 480 do Código Civil. Juntamente com o cancelamento, o consumidor deve pedir que o Juiz que receber a ação determine que o banco emissor ou a administradora não insiram o nome do devedor nos bancos de dados de restrição ao crédito até a decisão do processo. 

O consumidor pode fazer este pedido nos Juizados Especiais Cíveis, mais conhecidos popularmente pelo nome de Pequenas Causas, e, na 1ª audiência, com auxílio do conciliador, fazer um acordo para pagamento de saldo devedor com banco emissor ou a administradora em condições mais favoráveis

segunda-feira, 22 de fevereiro de 2010

Saiba como obter um certificado digital para a sua empresa




A partir de 1/1/10, as empresas com lucro presumido terão de adotar a certificação digital para que possam assinar digitalmente documentos que serão entregues à Receita Federal como declarações e demonstrativos financeiros. A exigência foi estabelecida pela Instrução Normativa 969 de 22/10/09 e estima-se que ela deverá fazer com que entre 1,4 milhão e 1,5 milhão companhias tenham de se adequar à nova regra.


Apesar da determinação começar a valer em janeiro, é no mês seguinte, fevereiro, que as companhias terão de entregar o primeiro documento dentro da nova regulamentação. Trata-se da Declaração de Imposto de Renda Retido na Fonte (DIRF), cuja prestação de contas deverá ocorrer em fevereiro. A preocupação das autoridades certificadoras é que as empresas deixem para solicitar os certificados digitais em cima da hora. "Se todo mundo resolver fazer na última hora, fica igual à venda de ingresso de partida de futebol", compara o gerente de certificação digital da Serasa Experian, Helder Moreira.


A Serasa Experian é uma das dez autoridades certificadoras habilitadas pela Receita Federal (a lista completa pode ser consultada no site da Receita Federal) e está se preparando para atender à demanda de última hora. Embora não possa revelar detalhes, Moreira afirma que o plano da companhia é receber 60% do volume de novos certificados digitais.


Já a Certisign, outra autoridade certificadora habilitada prevê abocanhar 30% deste novo mercado. E o vice-presidente da companhia, Julio Cosentino, também está preocupado com a ainda pequena procura das empresas com lucro presumido pela solução. "O País hoje conta com o sistema nacional de certificação digital, com mais de 1.000 pontos de emissão, mas esses não podem emitir tudo junto na última semana. O ideal é espalhar isso dentro de um prazo", avalia.


O processo de emissão do certificado digital envolve procedimentos que devem ser feitos pela internet, mas também exige o comparecimento a um dos pontos físicos de emissão das autoridades certificadoras. Daí a preocupação dos executivos do setor com o acúmulo de pedidos em um pequeno prazo.
Como obter o certificado digital


O primeiro passo para obter um certificado digital é acessar o site da Receita Federal e escolher uma das autoridades certificadoras. Uma vez feita a opção, você deve ir ao site da autoridade certificadora, solicitar o tipo do documento e agendar dia e hora para retirar o certificado em um posto de atendimento.

O titular do certificado deve comparecer pessoalmente ao local físico, levando documentos originais e cópias. A lista de documentos que devem ser apresentados varia em função do tipo de certificado solicitado (eCPF ou eCNJP). "É uma regra do governo para garantir que essa pessoa é verdadeira", explica Moreira.


A orientação do executivo da Serasa é que o solicitante opte por um certificado digital do tipo A3 que é armazenado em cartão com chip ou token e exige uma leitora para funcionar. Além disso, sua validade é maior, de até três anos. Outra opção seria o documento do tipo A1, mas este certificado fica armazenado no computador (o que limita a portabilidade do documento) e tem validade de um ano.


Os dois tipos podem ser obtidos como eCPF e eCNPJ, mas Moreira recomenda a opção pelo eCPF, que garante não só a adequação à instrução normativa 969, mas também pode ser usado para fazer a declaração do Sped Contábil. "Se é só para entregar as obrigadações da Receita, o eCPF resolve. Mas se é para emitir nota fiscal na qual o dono da empresa não vai assinar a nota, é melhor emitir o CNPJ e passar para o gerente de contabilidade que vai assinar notas fiscais", orienta Cosentino.


Os preços variam em função da autoridade certificadora escolhida. No caso da Serasa Experian, o eCPF A3 com validade de três anos custa 380 reais, com cartão e leitora incluída. Já o eCPF A3 em token da Certisign custa 365 reais e também tem validade de três anos.
Em ambas empresas, os eCPFs do tipo A3, com três anos de validade, mas vendidos sem leitora custam, respectivamente, 220 reais e 215 reais. Já os preços de eCNPJ A3, com validade de três anos, sem leitora saem por 300 reais, na Serasa Experian, e 295 reais na Certisign. Com leitora, os valores sobem para 465 reais e 445, respectivamente.xperian, e 295 reais na Certisign. Com leitora, os valores sobem para 465 reais e 445, respectivamente.

Brasil ultrapassa 175 milhões de celulares em janeiro


por SOFIA FERNANDES
Colaboração para a Folha Online, em Brasília

Em janeiro, o Brasil teve 1,64 milhão de novos acessos à telefonia móvel, levando o país à marca de 175,6 milhões de celulares, conforme divulgou nesta segunda-feira a Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações), registrando uma densidade de 91,33 acessos a cada 100 habitantes.
O crescimento no número de habilitações verificado em janeiro foi de 0,94% em relação a dezembro. Segundo a Anatel, é o segundo melhor janeiro da série histórica, menor apenas que o verificado no primeiro mês de 2008, quando foram criados 1,88 milhão de novos acessos.
Do total de planos de celular no Brasil, 82,62 % são pré-pagos. A tecnologia predominante no país é a GSM, com 88,6% do mercado.


Empresas
A Vivo é a empresa líder no mercado de telefonia móvel, com domínio de 29,9% do setor. Em seguida vem a Claro, com fatia de 25,5%.
A TIM vem em terceiro, com participação de 23,6%. A Oi tem 20,6% de participação.


Celulares por habitante
A região Norte é a que apresentou, em janeiro, o maior crescimento do número de celulares por habitantes, de 1,5%. O Estado do Amazonas puxou o número, com um incremento em sua teledensidade de 2,4%.
O Norte é, contudo, a segunda região com menor relação de celulares por pessoas  de cada 100 habitantes, 72,1 têm celular. Fica na frente apenas do Nordeste, que tem teledensidade de 71,8. Em janeiro, a região apresentou crescimento de 1,23%, o segundo resultado mais expressivo do mês.

domingo, 21 de fevereiro de 2010

Excel Avançado -Dê nomes as células


Por Esron Menezes
No Excel existe a opção de você dar um nome a  célula ou a um conjunto de células. Depois de nomeado a célula ou o conjunto de células passa a exibir o nome ao invés do endereço.
Menu > Inserir> Nome
Esta opção é muito útil para quem trabalha com fórmulas, facilitando  o entendimento na hora da montagem.
Clique aqui e pegue o arquivo exemplo
imagem
Vejamos um exemplo com a função financeira: PGTO()
A sintaxe desta fórmula é: PGTO(taxa;nper;vp;vf;tipo)
Taxa é a taxa de juros por período.
Nper é o número total de pagamentos pelo empréstimo.
Vp é o valor presente — o valor total presente de uma série de pagamentos futuros.
Vf é o valor futuro, ou o saldo, que você deseja obter depois do último pagamento. Se vf for omitido, será considerado 0 (o valor futuro de determinado empréstimo, por exemplo, 0).
Tipo é o número 0 (sem entrada) ou 1 (com entrada).
Então para facilitar a montagem da fórmula, vamos nomear cada campo com os mesmos nomes que compõe a sintaxe da fórmula
CÉLULANOME ATRIBUÍDO
F4nper
F5taxa
F6vp
H5vf
G8tipo
Estas células acima são apenas um exemplo tirado da figura acima.
Agora é só você montar a fórmula conforme pede a sintaxe
Na célula H5 (vf – valor futuro) foi digitada a fórmula: =PGTO(taxa;nper;vp;;tipo)
Observe que a fórmula ficou exatamente conforme pede a sintaxe, isso porque ao invés de aparecer o endereço da célula, aparece o nome.
O procedimento de nomear, também se aplica a um conjunto de células.
Exemplo: Uma tabela de vendas mensais.
Vamos supor que sua tabela de vendas ocupe da célula B5 até a M15. Você seleciona este intervalo e vai ao menu para inserir um nome. A partir de agora o intervalo vai aparecer com o nome definido por você.
Qualquer fórmula que for se referir a este intervalo, pode ser construída com o nome que lhe foi atribuído.
Digamos que você vai fazer uma fórmula usando a função PROCH (procura horizontal)
Normalmente a função ficaria assim:  =PROCH(B1;B5:M15;2)
Utilizado nomes nas células e conjunto de células a fórmula ficaria assim:=PROCH(mes;vendas;vendedor)
Faça bom proveito.